Comprar Livro

CURUMIM - Formação em Educação Psicomotora

Currículo dos formadores da CURUMIM FEP

Ricardo CLS. Alves

  • Psicomotricista Titular da Associação Brasileira de Psicomotricidade (ABP);
  • Formação em Clínica Psicomotora com Esteban Levin (Instituto Vivendo);
  • Aperfeiçoamento em Terapia Psicomotora (Centro de Estudos Regina Morizot);
  • Mestre em Educação (Universidad de La Habana – Cuba);
  • Pós-graduado em Psicopedagogia (Universidad de La Habana – Cuba);
  • Pró-graduado em Educação pelo Movimento (UCB-RJ);
  • Coordenador do Curso de Pós-graduação em Educação Psicomotora e Docente do Colégio Pedro II – RJ;
  • Coordenador do Grupo de Estudo e Pesquisas em Psicomotricidade do Colégio Pedro II.

 

Sabrina Toledo

  • Psicomotricista Titular da Associação Brasileira de Psicomotricidade (ABP);
  • Aperfeiçoamento em Terapia Psicomotora (Centro de Estudos Regina Morizot);
  • Doutora em Saúde Coletiva (IMS/UERJ);
  • Mestra em Saúde Coletiva (IMS/UERJ);
  • Psicomotricista graduada (IBMR);
  • Arte-educadora (Instituto de Arte Tear);
  • Técnica em Recuperação Motora e Terapia Através da Dança (Escola Angel Vianna);
  • Professora universitária de pós-graduações lato-sensu de Psicomotricidade;
  • Psicomotricista escolar e clínica;
  • Professora de Dança e Expressão Corporal.

 

Nossa meta é aprofundar a prática docente em seus múltiplos aspectos, envolvendo não apenas o ensinar, mas também o aprender, investindo em bases psicomotoras sólidas para o desenvolvimento e organização do sujeito.

Estamos apostando num espaço exclusivo, pois vivemos a experiência bem sucedida da Psicomotricidade na educação, como uma grande alternativa de renovação de tyodo o processo educativo.

Oferecemos a ampliação de conhecimentos teóricos através de uma prática psicomotora vivenciada, além da pesquisa científica sobre essa prática, uma imersão em suas questões nas maratonas, supervisões e atividades pedagógicas com uma perspectiva de preparar profissionais em excelência.

Princípios que justificam a Curumim - Formação em Educação Psicomotora (Curumim FEP)

  • Princípio da ampliação da Psicomotricidade na Educação Psicomotora, área em demanda crescente e sem uma formação específica para uma série de profissionais que desejam ficar nela;
  • Principio básico da evolução humana que necessita da aquisição de conhecimentos por meio do processo educativo; visto que esse cada vez mais se afasta da perspectiva psicomotora do aprender/ensinar visando o desenvolvimento e a organização do sujeito;
  • Princípio da ética profissional e pessoal do Docente que necessita rever sua identidade nas relações com seus pares, seus alunos e a comunidade que o cerca.

 

Objetivo Geral da Curumim FEP

  • Formar psicomotricistas na área de Educação Psicomotora capazes de atuar na Educação Básica, Fundações, IES e demais instâncias educacionais, com um olhar crítico e aprofundado sobre as questões relativas ao processo educativo e sua complexidade, em seus eixos históricos, paradigmáticos, legais, sociais e psicomotores, visando o desenvolvimento e estruturação do ser humano.

 

Objetivos Específicos da Curumim FEP

  • Formar profissionais aptos ao exercício pró-ativo da prática docente, sensíveis aos vínculos relacionais da comunidade escolar que estejam envolvidos;
  • Capacitar profissionais para atuar em Educação Psicomotora nos diversos segmentos educacionais, habilitando-os nos aspectos históricos, paradigimáticos, legais, sociais e, principalmente, psicomotores, para o favorecimento do conhecimento, desenvolvimento e organização do sujeito;
  • Habilitar profissionais à prática educativa com base na Psicomotricidade, requerendo como certificação um artigo científico baseado na relação dos conhecimentos da formação em Educação Psicomotora com sua prática profissional. 

 

Aportes Teórico-Práticos da Curumim FEP

A Curumim - Formação em Educação Psicomotora terá os seguintes fundamentos teóricos:

  • As concepções Winnicottianas quando afirmam que “brincar é algo além de imaginar e desejar, brincar é o fazer”, assim como a importância da posição da família na constituição do eu e do potencial criativo humano, um ser humano que já traz em si as potencialidades de estar vivo;
  • As concepções Levinianas quando afirmam que “no tempo inútil e ineficaz para a realidade da modernidade, a criança cria sua "inútil" irrealidade; onde cria suas ficções, seus brinquedos, seus sonhos, suas fantasias, seus contos, seus artifícios, suas aventuras. E uma criança é apaixonada pelas aventuras exatamente porque não sabe o que vai acontecer. É isto o que possibilita à criança a construção de seu saber, pois ela está brincando a aventura que ela própria inventa, se inventando na cena”;
  • As concepções Vygotskyanas decorrentes da compreensão do homem como um ser que se forma em contato com a sociedade, que "na ausência do outro, o homem não se constrói homem", ou que a formação do ser humano se dá numa relação dialética entre o sujeito e a sociedade a seu redor - ou seja, o ser humano modifica o ambiente e o ambiente modifica o ser humano;
  • As concepções Le Bretonianas que afirmam que o corpo é uma ferramenta de projeção de sentidos, significados e valores. Objeto incerto e ambíguo, o fenômeno da corporeidade é complexo, conclama a interdisciplinaridade entre as ciências sociais e humanas (etnologia, psicologia, sociologia, psicanálise) e as ciências biomédicas. Isto porque o "corpo é a interface entre o social e o individual, a natureza e a cultura, o psicológico e o simbólico"; e
  • As concepções Merleau-Pontyanas que nos dizem que a nossa experiência não constitui um domínio reservado e privado, mas antes um modo de ser-no-mundo; vivemos as nossas vidas inseridos no coração perceptivo de um mundo humano ou Lebenswelt, irredutível à consciência pura ou privada.

 

Metodologia a ser aplicada

A Curumim FEP se fundamenta em dois pilares metodológicos: o teórico e o prático. No primeiro deles, o objetivo é formar o profissional a partir das teorias psicomotoras e das concepções listadas acima, cujos fundamentos favorecem no esclarecimento do fenômeno psicomotor. Para isso, serão propostas leituras, discussões, reflexões e trabalhos escritos e vivenciais. O segundo pilar, não menos importante que o primeiro, abarca a formação pessoal do profissional, exclusivamente prática. Esta será alcançada por meio de vivências psicomotoras, maratonas e de oficinas de arte-Educação, relaxação, consciência corporal e expressão corporal. Durante as práticas, o profissional terá a possibilidade de vivenciar o seu corpo e suas relações de maneira harmoniosa e alegre, a fim de favorecer sua saúde emocional e psicomotora e, consequentemente, de seus alunos.

Por meio de uma divisão em quatro módulos, a formação acontecerá numa dinâmica teórico-prática equânime, proporcionando experiência e discussão em níveis elevados através de seus fundamentos.

Os encontros, duas vezes ao mês, serão acrescidos de maratonas de final de semana, como uma imersão à reflexão e à prática em Educação Psicomotora e formação pessoal, assim como o estudo e a pesquisa em relação à Educação Psicomotora nos campos:

a) A organização da Educação Psicomotora no Brasil;

b) A prática em Educação Psicomotora;

c) O estudo da prática psicomotora na Curumim – Formação em Educação Psicomotora; e

d) Perspectivas do desenvolvimento e organização do sujeito a partir da Currumim – Formação em Educação Psicomotora.

Serão organizadas “Práticas Pedagógicas” a partir do 2º módulo, no sentido de estabelecer uma vivência da realidade educativa em instituições públicas e privadas na perspectiva de implantação de um sistema de Educação Psicomotora baseada nos fundamentos da Curumim FEP, com os seguintes critérios:

a) Observação e participação nas atividades da Instituição onde estará sendo feita a residência;

b) Apresentação de relatórios da residência com mapeamento dos pontos positivos, pontos a serem retificados e sugestões sobre a prática pedagógica;

c) Apresentação de nós críticos (casos, ou circunstâncias) que impactam a prática pedagógica;

d) Apresentação de Memorial de conclusão da Residência Docente no formato apresentado pela CURUMI FEP.

Como importante aspecto metodológico, ainda serão feitas Supervisões periódicas individuais e em grupos de forma a municiar os participantes da necessidade de uma escuta em relação ao seu trabalho e as suas questões profissionais.

Trabalho final: apresentação de um artigo científico nas normas de organização estabelecidas pela Curumim - FEP. 

Carga horária da Curumim FEP

Aulas presenciais num final de semana por mês (sábado e domingo) das 8 às 18h. Totalizando 220 horas presenciais:

  • Aspectos teóricos da Formação – apresentação e discussões de temas teóricos;
  • Prática Psicomotora – dinâmicas, sensibilizações, dramatizações, atividades artísticas, relaxação e vivências corporais
  • Atividades teóricas online através do uso da internet, nos programas disponíveis ao grupo totalizando 70 horas;
  • Residência Docente em Instituições públicas e privadas associadas a Curumim – Formação em Educação Psicomotora, ou Instituições escolhidas pelos participantes com Assessoria da Coordenação da Curumim, totalizando 60 Horas;
  • Maratonas Psicomotoras de final de semana (uma obrigatória) totalizando 30 horas;
  • Produção Científica com apresentação de artigo ao final da Formação, com um seminário em cada módulo, totalizando 60 horas;
  • Supervisão individual e em Grupo, totalizando 60 horas.

A Curumim FEP oferece no total, 500 horas de formação.

Local da Formação

Estúdio Prolife - Rua do Catete, 311 Sala 1318 - Catete – RJ 

Público Alvo

Profissionais das áreas de Educação e Saúde.

Carga horária

A Formação será oferecida uma vez por mês (sábado e domingo) das 8 às 18h.

Duração: 1 ano.

Carga horária total de 500 horas de formação.

Investimento na Curumim FEP

O valor da entrevista e inscrição será de R$ 30,00 (Trinta Reais).

A mensalidade da Formação será de R$ 296,00 (Duzentos e Noventa e Seis Reais) a ser paga até o dia 10 de cada mês.

Obs: O insteressados, já devem levar além do pagamento da inscrição, doze cheques pré-datados para o dia 10 de cada mês.

Certificação dos Participantes

Os participantes deverão ter aproveitamento mínimo de nota 7,0 (Sete) no Trabalho de Conclusão do Curso através de uma Produção Científica com apresentação de artigo ao final da Formação, com um seminário em cada módulo, totalizando 60 horas;

Cumprimento de 220h da carga horária teórica e prática dos dias presenciais;

Cumprir as atividades de 70 horas on-line;

Participação em todas as atividades obrigatórias como: uma Maratona com carga de 30 horas, 60 Horas das Práticas Pedagógicas e;

Cumprir a carga horária de 60 horas de Supervisão. 

Inscrições

  1. Agendamento da entrevista

As entrevistas serão agendadas através dos telefones:

Ricardo CLS. Alves – (21) 98603-9902

Sabrina Toledo - (21) 98187-0750

As entrevistas acontecerão nos dias: 19/8 e 26/8 das 9 às 12h. Entre em contato nos telefones acima e agende sua entrevista.

  1. Efetivação da inscrição

Entrar no site www.psicomotricialves.com e clicar em inscrições no banner da CURUMIM que está localizado na parte central embaixo da HOME do site.

No final do preenchimento da ficha você deverá decidir como irá efetuar o pagamento:

a) através de depósito em conta corrente; ou,

b) pagar direto à coordenação no dia do evento.

Obs: Quem tiver interesse em pagar todas as mensalidades do ano terão um desconto de 15% totalizando uma anuidade de 3.000,00. Esse valor não inclui os valores das supervisões e da maratona e deverá ser pago até o primeiro encontro da formação.

Cronograma das aulas da Formação

02 e 03 de setembro de 2017

21 e22 de outubro de 2017

18 e 19 de novembro de 2017

02 e 03 de dezembro de 2017

Janeiro de 2018 - férias

17 e 18 de fevereiro de 2018

03 e 04 de março de 2018

07 e 08 de abril de 2018

05 e 06 de maio de 2018

02 e 03 de junho de 2018

14 e 15 de julho de 2018

11 e 12 de agosto de 2018




Copyright © 2012 Ricardo CLS. Alves.
Desenvolvido por marcelovictor.com.